• Juridi Que?

JuridiQuê Entrevista: Voto Eletrônico?

A campanha pelo voto impresso tem realmente fundamentos sólidos? A desconfiança das urnas eletrônicas se justifica em que medida?

A entrevista foi ao ar na terça (29/06) em transmissão na página do Facebook do JuridiQuê?.


Para tratar dessas questões não tão simples, conversamos com o servidor da Justiça Eleitoral, Edson Borowski.


Para ele, é um erro apostarmos na possibilidade de auditoria pelo voto impresso. A Justiça Eleitoral tem avançado na transparência e na ampliação de maios de controle das eleições. Possibilitar a impressão do voto, mesmo que não sirva como "comprovante" que o eleitor teria para levar para casa, representaria um retrocesso para o processo como um todo.

Ademais, a história mostra que no país se decidiu pelas urnas porque havia vários casos de fraudes nas eleições, inclusive com pleitos declarados nulos.

É bom sempre ressaltar que já existem formas de auditoria abertas à população e que há um corpo técnico de servidores públicos envolvidos para que todo o processo seja transparente.

Assista a entrevista;