• Eduardo Godinho

E as mentiras contadas na CPI da COVID?

Alguém me perguntou:


- Os caras falam uma coisa na CPI e aparece um vídeo com eles falando o contrário e ninguém dá voz de prisão?


- Fica por isso mesmo?


Minha resposta:


Sim! E não!


E vamos pro terreno das narrativas:


Uma delas é repetida à exaustão pelo Eduardo Girão (aliás, a presença dele é que impede que o Heinze seja o mais fraco dos senadores na CPI. O RS não ganhou essa por pouco. Obrigado, Girão!)



Voltando... o Eduardo Girão fala que a CPI é política. E fala como se fosse um absurdo.


Ou seja, está na CPI e não sabe do que se trata. É obvio o viés político, posto que estamos falando de políticas públicas e falta de políticas públicas.


Ah, mas ele está falando é de política partidária...pode ser, aí alguém avisa o senador que os partidos oficializam a participação política.


Não...ele está falando é de politicagem. Aí eu respondo - Welcome to Earth!

Convenhamos que há bem poucos exemplos de práticas políticas saudáveis, como as de Mandela, Gandhi e sei-lá-mais-quem.


Ou seja, uma CPI na Câmara ou no Senado, obviamente tem um viés político intrínseco às próprias instituições e seus componentes.


Edu, te liga!


Tá! E os depoimentos mentirosos?


Aí, amiguinhos, vem uma regra de ouro: ninguém consegue manter uma mentira o tempo todo. E tentando encobrir uma mentira, acabam entregando verdades que não queriam expor.


E está tudo lá, registradinho. Então, após a CPI essa farta documentação vai para o Ministério Público e, aí sim, a "chinela canta" (ou pelo menos deveria...)


E pelo que já foi exposto, acredito muito firmemente no processamento por crimes de responsabilidade.


Seria legal ter o Jair depondo e, intoxicado pela própria soberba, dar uma de Coronel Nathan Jessep (Jack Nicholson) em "Questão de Honra" e confirmando que fez de tudo pra impor a tese da imunidade de rebanho?


Mesmo assim, ainda precisaria de um processo promovido pelo MP.


Ou seja, não fica por isso mesmo. Acho...


Eduardo Godinho


Advogado. Bacharel em Direito pela UNISINOS, Especialista em Gestão Financeira pela UFRGS e MBA em Direito da Economia e Empresas pela FGV.